Lollapalooza divulga programação de 2018

Foi anunciada nesta terça-feira (27) a programação completa do Lollapalooza 2018. O evento, que acontecerá no Autódromo de Interlagos, em São Paulo, entre os dias 23 e 25 de março, conta com um line-up bem estrelado e diverso: Red Hot Chili Peppers, Chance the Rapper, Pearl Jam, Liniker e os Caramelows, Mano Brown, The Killers, entre outros. O Portal KondZilla explica um pouco melhor o evento e detalha tudo o que vai rolar em 2018.

O Lollapalooza foi criado nos anos 90 pela banda americana Jane’s Addiction, como uma espécie de “turnê de despedida” que reunia diversos estilos musicais, além de incluir outros formatos de apresentações que não envolviam música (tipo, um show), como circo e show de horrores. A ideia acabou dando muito certo e o Lollapalooza passou a rodar os EUA, sempre levando o melhor do indie, rock, música eletrônica e também rap.

Em 2011, o evento chegou na América Latina. Inicialmente, o Lollapalooza foi realizado no Chile. No ano seguinte, rolou a primeira edição no Brasil, no Jockey Clube, em São Paulo. De lá para cá teve Lollapalooza todo ano no Brasil, e já passaram por aqui: Foo Fighters, Arctic Monkeys, Skrillex, Major Lazer, Kid Cudi, Pharrell Williams, Eminem, G-Eazy. Sim, a lista é enorme.

lineup_lolla

Em 2018, o Lollapalooza será realizado nos dias 23, 24 e 25 de março, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Serão três palcos, com dezenas de artistas dos mais diferentes ritmos. A programação completa, com informações de horários e divisões de palcos, está disponível no site oficial do evento. Se você ainda tá pensando em ir para o festival é melhor correr pois, segundo a organização, só restam ingressos para o dia 23.

Junto com o Rock in Rio, o Lollapalooza é um dos principais eventos de música do mundo que passam pelo Brasil. Dessa vez, a KondZilla não participou da programação, mas quem sabe em 2019 não passamos por lá?!

Confira os bastidores do videoclipe “Oh Quem Voltou”

*Todas as fotos por: Leo Caldas // Portal KondZilla

Amanhã tem o lançamento da música “Oh Quem Voltou”, das três mulheres mais nervosas do Brasil: Dani Russo, MC Pocahontas e Naiara Azevedo. O projeto une o melhor da música brasileira, cada uma sob sua vertente: Dani Russo vem com a musicalidade de São Paulo e sua magia em interagir com as câmeras, MC Pocahontas está no movimento do funk carioca e entende do que faz, já Naiara Azevedo é sucesso absoluto no feminejo – o movimento feminino de sertanejo. Será que esse trio vai criar um novo marco na música brasileira também?! Confira agora os bastidores da gravação no Portal KondZilla.

bastidores-ohquemchegou24

Dani Russo é artista da casa e já está habituada a lançar trabalhos pela KondZilla. Esse será o 4º trabalho da MC-Youtuber que no currículo tem: “A Melhor do Baile” (104 mi visualizações), “Batendo Palma” (50 mi) e “Solo Seduzente” (46 mi), além das diversas participações em videoclipes dos colegas Kevinho e Mítico DJ.

bastidores-ohquemchegou6

MC Pocahontas, cantora carioca e autora dos sucessos “Perdendo a Linha” (55 mi) e “BumBum que Bate-Bate“, trampo feito em parceria com a MC Laís (2 mi), se une ao projeto trazendo a sensualidade carioca. Junto de suas dançarinas, a cantora estava muito à vontade para dançar e cantar.

bastidores-ohquemchegou33

Naiara Azevedo traz toda a pegada do sertanejo para completar esse trabalho. Azevedo é autora de “50 reais” (316 mi), “Ex do seu atual” (94 mi) e “Mentalmente” (173 mi) – essa última com participação do Kevinho. Já falamos do movimento ‘feminejo’, que é o momento atual onde mulheres estão com força total no sertanejo (por muito tempo dominado por homens). A mulherada tem força no gogó e vem chamando a atenção pela qualidade dos trabalhos e agora no funk, no pop e na música brasileira, surgem cada vez mais figuras femininas – o que é ótimo!

bastidores-ohquemchegou31

O videoclipe teve direção de Lucas Romor e traz um ambiente onde cada artista tem seu momento próprio para cantar e se apresentar. Com a direção de fotografia voltada para o dourado, cortes rápidos e muita animação na letra e música, podemos dizer que essa é uma boa fórmula para o sucesso. Além, é claro, do talento individual de cada uma que, somados, deixa tudo melhor.

O lançamento está marcado para dia 24 de fevereiro. Aproveite para se inscrever no Canal KondZilla e não perca nenhum lançamento!

Confira mais fotos dos bastidores na nossa galeria abaixo:

Rick & Nogueira lançam música com Luisa Sonza

*Foto: Leo Caldas // Portal KondZilla

Com o Canal KondZilla crescendo cada vez mais e começando a atingir o globo no quesito música, não é de se estranhar que cada vez mais gêneros novos apareceriam por aqui. O sertanejo, que é considerada o gênero mais ouvido por todo o país, é um dos ritmos que estão lançando conteúdo com a KondZilla. Dia 23 tem lançamento da dupla Rick & Nogueira com participação da Luisa Sonza, na música “Perigo”. E como o nome adianta, se prepara porque o videoclipe vem quente e perigoso. Confira agora os bastidores desse trabalho.

rickenogueira9Foto: Leo Caldas // Portal KondZilla

O projeto da dupla Rick e Nogueira está nas pistas há pouco mais de 3 anos. Apadrinhados por Fernando e Sorocaba, lançam o álbum “Uma História Pra Contar”, com os sucessos “De boteco em Boteco” e também “Uma história para contar”. A nova música de trabalho é “Perigo”, que já foi lançada nas plataformas digitais e agora recebe clipe pela KondZilla. As vozes da dupla se complementam, Rick possui uma voz forte e Nogueira é a parte suave, completando uma à outra.

Esse não é o primeiro sertanejo que o Canal KondZilla lança. Em 2015 Daniel Matheus lançou “Na Balada” (4 mi de visualizações) e, nos dias de hoje, temos cada vez mais lançamentos como: Kevinho e Simone e Simaria em “TaTumTum” (55 mi) e também Matheus e Kauan e Kevinho em “Deixa Ela Beijar” (106 mi visualizações). Também não é a primeira participações de celebridades nos vídeos da produtora. Além da Luisa, já passaram por aqui outros nomes como a modelo Fernanda Lacerda, Carol Dias, Narizinho e Aricia Silva, essa última em “Rabiola“.

rickenogueira6Foto: Leo Caldas // Portal KondZilla

Luisa, 19, é da cidade de Tuparendi, no interior do Rio Grande do Sul e canta desde criancinha, fazendo shows para aproximadamente 25 mil pessoas antes de começar com o próprio canal no Youtube. A gaúcha começou com músicas covers e atualmente lança as músicas de composição própria, como “Rebolar” – que atingiu mais de 14 milhões de visualizações em menos de um mês. Luisa é muito ativa nas redes sociais e também é noiva de Whindersson Nunes, ator e youtuber.

O videoclipe “Perigo” teve a direção de Gabriel Zerra, responsável por grandes clipes da produtora, como” “To Apaixonado Nessa Mina” – Kevinho, “Não Tenho Dona” – DJ Pernambuco, MC TH e MC Guimê e “Na Onda do Beat” – Jerry Smith. O diretor deu uma palavrinha pro Portal KondZilla sobre o trabalho. “Foi um projeto muito gostoso de dirigir”, adianta o diretor, “trabalhamos o videoclipe em um contexto de carnaval, com muita cor e fantasia, colocando a Luisa como uma mulher independente que vai sozinha para balada, encontra com os amigos”, explica.

“Ousamos em imprimir a Luisa como uma femme fatale – com uma cena cantando solo. Por fim, ficou um projeto bem diferente para o contexto sertanejo”.

rickenogueira7Foto: Leo Caldas // Portal KondZilla

Em meio à tantos lançamentos, o maior canal de música se mostra atento à todas as novidades musicais do país. Seja com funk, sertanejo, bregafunk ou qualquer outra vertente, a KondZilla está preparada para produzir trabalhos audiovisuais de qualidade. Ficou curioso pra ver o videoclipe? Se inscreva no Canal KondZilla e fique ligado nos lançamentos. “Perigo” estréia na sexta-feira, dia 23.

Acompanhe os artistas nas redes:
Rick e Nogueira – Instagram // Facebook
Luisa Sonza- Instagram // Facebook

Categories
Musica Matérias Entrevista Funk

O MC Don Juan é um romântico moderno

*Todas as fotos por: Felipe Max // Portal KondZilla

Funkeiro também ama. Do seu jeito, mas ama. Antigamente, o funkeiro amava com mais sofrência, tipo o “Rap do Solitário” do MC Marcinho – um melodrama que fez muito marmanjo chorar e embalou outros casais. O modo romântico de ser se atualiza com as eras, e o estilo DJC, ou melhor, o Don Juan Cafajeste é o símbolo do romance do século XXI. Se pá, você conhece o maior representante dessa nova categoria, Matheus Wallace. Se o nome não remete à pessoa, tente o codinome MC Don Juan, autor dos sucessos “Oh Novinha“, “A Gente Brigou” e “Amar, Amei“. O Portal KondZilla conseguiu um tempinho para conversar com o MC e conhecer mais do título DJC.

De prima, perguntamos de onde vinha a inspiração para tantas músicas sobre amor. Don Juan – que não tem esse nome artístico à toa – deu uma resposta que vai deixar muita gente feliz e perplexa ao mesmo tempo: “É muita brisa, nem sei bem de onde vem todas essas ideias. Para falar verdade, eu nunca nem namorei, sou solteiro”, disse, caindo na gargalhada.

don-juan-materia-kdz

Pô, mas como é que o cara que lança hit atrás de hit falando de amor nunca teve um relacionamento amoroso?! Talvez, a principal inspiração para viver de música  e motivação para trabalhar cada vez mais, esteja em casa, mais precisamente na figura da sua mãe, a dona Cláudia, que recentemente ganhou uma “homenagem” do filho: o cantor tatuou o nome da mãe na região do pescoço.

“Para falar dela [mãe] eu nem tenho palavras”, tenta resumir. “Minha família é a base de tudo pra mim, é por eles que tenho vontade de continuar realizando meus sonhos, de batalhar no dia a dia”.

don-juan-_-materia-kdz2

O funkeiro diz que não vê novela, mas se sentiu orgulhoso ao ver seu hit, “Oh Novinha“, tocar em “A Força do Querer“, da Rede Globo. Essa música, inclusive, revelou pro mundo a parceria entre o DJ Yuri Martins e Don Juan. Mas de onde vem essa história do DJ e produtor “não dar uma atenção”? Já contamos essa fita na entrevista com Yuri, mas bora ver o que o MC tem a falar.

“Conheço o Yuri das antigas, já tinha feito outras produções com ele, tínhamos uma certa intimidade. Nesse dia, lembro que ele saiu pra pegar uma bebida e demorou pra voltar. Eu fiquei lá no estúdio, sozinho, e reclamei que ele não tava dando uma atenção. Quando ele voltou e viu o que tinha gravado, achou engraçado e acabou colocando na música”, conta aos risos. “Não imaginava que ia virar, mas deu certo”.

don-juan-materia-kdz4

A relação pessoal do cantor e do produtor, fez com que os trampos andassem de uma maneira mais natural, sem ter aquela cara de ‘trabalho’ (diz aí, quem não gosta de trabalhar com seu parceiro?!). E Don Juan faz questão de deixar claro que essa amizade já existia de tempos, bem antes de “Oh, Novinha” estourar. E também não deve terminar tão cedo.

Trocamos essa ideia com o cantor durante as gravações do videoclipe de “Amar, Amei“, que antes do lançamento do videoclipe já tinha mais de 20 milhões no YouTube com as prévias que estão rodando pela internet. Hoje, o videoclipe oficial já tem mais de 164 milhões de visualizações no Canal KondZilla. Thiago Fernandes, o Tico, diretor responsável pelo clipe, explicou que a ideia era retratar o artista de uma forma romântica.

don-juan-materia-kdz3

Pra quem começou a cantar ainda criança, é difícil chegar à uma conclusão sobre em que fase da carreira ele está. Mesmo acreditando que ainda não está estourado, Don Juan não tem dúvidas que 2017 foi um ano especial.

“Não sei se estou estourado. Estou no funk desde molequinho, e fui conquistando tudo aos poucos, com calma”, conta o cantor, que tem mais de meio bilhão de visualizações nos seus clipes no YouTube. Acho que os números respondem por ele, e, se 2017 foi demais, 2018 promete mais hits nas pistas.

Acompanhe o MC Don Juan pelas redes sociais: Facebook // Instagram

Categories
Funk

O CarnaFunk em 150BPM foi frenético!

Se ainda restava alguma dúvida da dimensão do funk no cenário atual, e do crescimento do Ritmo Acelerado, o carnaval chegou para acabar com ela de vez. Em cada esquina carioca se escutava o ritmo com enorme comoção. A disposição foi tanta que teve até um bloco, da turma do 150BPM, pra promover o movimento que deu uma cara nova pro funk carioca. Encostamos com essa galera acelerada pra sacar como foi o Bloco do 150BPM, confira agora no Portal KondZilla as fotos desse rolê.

foto-08a

Para celebrar a popularização estrondosa do estilo no Rio de Janeiro, nada pareceu mais justo para o produtor e criador da 1ª batida acelerada, Dj Polyvox, do que fazer seu próprio CarnaFunk com o “Bloco do 150BPM”. O evento aconteceu na Praia da Brisa, Guaratiba, reunindo mais de 10 mil pessoas e entusiastas para ver seus DJs favoritos. A folia seguiu a risca o nome do movimento, e geral entrou no clima do ritmo louco. Era uma fantasia melhor que a outra, com as danças frenéticas e performances malucas.

foto-de-16

O bloco atraiu muitas famílias, que se reuniam para curtir seu dia, ou melhor, a noite na praia. A resposta positiva e o público crescente nos dois primeiros dias de bloco, não surpreendeu somente os produtores do evento e o público, mas também atraiu atenção da polícia, que parou o evento no último dia. Apesar da limitação imposta, todos os realizadores saíram satisfeitos e animados para continuar disseminando o funk por cada canto da cidade. A dúvida agora é: Quando esse bloco vai passar por São Paulo?

Se liga nas fotos:

20

30

29

27

20a

18a

17a

13a

03a

Categories
Bregafunk Musica

Dadá Boladão apresenta o bregafunk de Recife

*Todas as fotos por: Felipe Max // Portal KondZilla

Você pode até não conhecer o Dadá Boladão, mas pode ter certeza que os seus artistas favoritos o conhecem. O cantor pernambucano teve suas músicas gravadas por Solange Almeida (num dueto com Ivete Sangalo) e Wesley Safadão. Também fez uma parceria com Aldair Playboy e vira e mexe o seu som aparece animando o dia do casal Léo Santana e Lore Improta nos Stories do Instagram. Além disso, Dadá já tocou em eventos ao lado de MC G15, MC Livinho, Neguinho do Caxeta, MC Davi entre outros tantos, aproximando-se o ritmo nordestino da cena do funk paulista. Entenda mais da trajetória desse ídolo do bregafunk agora, no Portal KondZilla.

Alef Flávio Duarte Pereira — o nome verdadeiro de Dadá Boladão — é um dos nomes na linha de frente do bregafunk, um movimento que acontece nas periferias de Recife, desde 2011 (pelo menos) e que vem expandindo-se nacionalmente nos últimos anos.

Para entender o que é bregafunk é preciso voltar um pouco no tempo. O Nordeste possui uma tradição bem antiga de música romântica, que embala as danças em pares nas festas e também consola as dores de amor no bar. Em Recife, esse tipo de som é chamado brega e teve como “rei” o cantor Reginaldo Rossi, além do Conde Só Brega nos anos 1960 aos 1980. Conforme novas tecnologias foram chegando na região, o som e o visual do brega romântico se atualizou. Nos anos 2000, impulsionados por programas de auditório, artistas como Kelvis Duran e bandas como Kitara, Ritmo Quente e Vício Louco já faziam um som diferente, com influências do arrocha e tecnomelody, abusando dos teclados. Outros, como Michelle Melo & Banda Metade, injetaram as primeiras doses de erotismo nas músicas.

Ritmo natural desta década, o bregafunk vem deste contexto, porém com novas influências: o visual hip hop, o ritmo acelerado do tecnobrega e, principalmente as letras do movimento funk. Foi assim que músicas como “Novinha, Tá Querendo o Quê?” e “Posição da Rã” (ambas de MC Metal e Cego), “Beijo de Tabela” (Afala & Case e MC Sheldon), “Quer Não é Carai?” (MC Troia e MC Metal) e “Mundo da Putaria” (Trio Ternura com Dadá Boladão e MC Japão) estouram nos celulares, nos carrinhos de CDs pirata, nos sons de carro e por todo Recife.

Dadá Boladão também estava nas origens do movimento. Em 2011, formou uma dupla com o MC Tocha e emplacou hits como “Duelo de Gaia”, “Eu Na Minha e Tu na Tua” e “Quero Ver”. Diferente da maioria dos MCs da época, a dupla também gravava (com bastante sucesso) músicas apaixonadas como “Vai Embora” e “Me Perdoa” e continuou atualizando seu estilo em sucessos como “Sensualize”.

https://www.youtube.com/watch?v=5ZFSlUuZpFU

Com dois DVDs no currículo, Tocha e Dadá encerram a dupla sem brigas em 2016. Em carreira solo, os dois são nomes importantes da cena, mas é Dadá Boladão quem lidera o movimento de exportação do bregafunk para o resto do Brasil. Em maio do ano passado, o cantor foi o primeiro — e até agora o único — MC de Pernambuco a assinar contrato com uma grande gravadora, a Sony Music. Em setembro daquele mesmo ano, ele lançou o álbum “Explodindo o Grave”, que reuniu o fino do seu repertório: “Revoltada” (depois gravada por Solange Almeida em seu primeiro DVD com participação de Ivete Sangalo), “Vai no Chão” (com Aldair Playboy”), “Coisa de Novela”, “De Ladin” e outras mais.

Aliás, “De Ladin”, que ganha clipe no Canal KondZilla e será lançado amanhã, 15/02, é possivelmente o som mais inovador do bregafunk nos últimos cinco anos. Com menos de dois minutos, a música une um toque de arrocha com o pontinho agudo do funk paulistano e as cornetas do ritmo dos MCs recifenses. Tudo isso numa mistura envolvente ancorada por um grave de tremer janelas. Dadá Boladão é o cara que está construindo uma ponte sólida entre o som de Recife e São Paulo, sem deixar de perder o seu estilo próprio.

Acompanhe o Dadá Boladão pelas redes: Facebook // Instagram.

Kendrick Lamar lança a trilha sonora do filme Black Panther

Saiu na última sexta-feira (09), pré-carnaval, o álbum Black Panther – trilha do filme homônimo que estreia dia 15 de fevereiro nos cinemas de todo o país. Ao todo são 14 faixas, assinadas por Sounwave — produtor residente da Top Dawg Entertainment, gravadora do cantor Kendrick Lamar. O rapper, junto do chefão da T.D.E. Anthony “Top Dawg” Tiffith, foi responsável por curar e produzir o álbum todo, e o resultado mostra que K-Dot continua sua sequência de acertos, após o disco Damn lançado em 2017, e segura tranquilamente o título de um dos melhores rappers da atualidade.

A convite do meu editor, vou listar minhas primeiras impressões do álbum. Como são muitas faixas, escolhi alguns destaques positivos e negativos para aprofundar nos próximos parágrafos. Você pode conferir e adquirir o material nas principais lojas de músicas e serviços de streaming. O teaser do filme você confere abaixo.

Agora, bora logo pra essa preciosidade de álbum.
Começando pelo começo, a primeira faixa já anuncia sem meias palavras onde você está: “Black Panther” é o solo de onde floresce o restante do álbum. Abrindo com tambores em ritmos africanos e transitando para influências distônicas do jazz, lembrando um pouco o aclamado álbum “To Pimp a Butterfly”, a faixa estabelece a ambientação num ritmo crescente de tensão e passa o bastão adiante.

Quase como uma brisa fresca no dia mais quente do ano, a segunda faixa tem a levada de uma voz suave da talentosíssima cantora SZA. A música conta também com cordas no refrão que, certamente, vão facilitar a integração na trilha orquestrada do filme. Produzida pelo sueco Ludwig Göransson, compositor que já trabalhou com Childish Gambino na produção da mixtape Acid Rap, a faixa “All The Stars” tem tudo pra tocar sem parar nos próximos meses.

A partir daí o álbum segue lotado de estrelas, com participações de gente grande do rap americano, tais como: ScHoolboy Q, 2 Chainz, Anderson .Paak, James Blake, Future, Jay Rock, The Weeknd, Travis Scott e outros. Confira o faixa-a-faixa aí em baixo.

#Opps – Vince Staples, Yugen Blakrok e Kendrick Lamar
Enquanto até aqui as músicas tinham muito de R&B, principalmente as com vocal feminino, a quinta faixa – “Opps” destoa com um beat rápido, batidas sintetizadas e quadradas, uma linha de baixo onipresente e de certa forma, uma levada meio tribal e potente. Acionando a máxima ‘menos é mais’ a faixa é completa e ao mesmo tempo dá abertura para remixes. O flow que Kendrick leva junto de Vince Staples segue a linha agressiva do beat, resultando, como de costume pro duo, em um rap de qualidade.

#I Am – Kendrick Lamar e Jorja Smith
Se a pancadaria rolou solta em “Opps”, em “I Am”, sexta faixa do álbum, a batida tem força e peso, mas ao mesmo tempo, soa macia aos ouvidos. Chega a ser a sobremesa do álbum. Jorja Smith nos presenteia com um canto que massageia os ouvidos, intercalado por pequenas participações de Kendrick pontuando o final dos versos. Mesmo com alguns riffs de guitarra, um violino de leve acalma os corações.

#King’s Dead – Kendrick Lamar feat. Future & James Blake
Mesmo se tratando de um álbum de trilha sonora para um filme, nosso querido amigo Lamar não ia deixar a chance de lançar um hit (ou melhor, mais um). Se tem uma música pra pista nesse trabalho, definitivamente é a faixa: “King’s Dead“. De autoria do rapper Jay Rock o som conta com participações de Kendrick, Future e James Blake; acompanhado de um beat característico de trap com o kick gordo e hi-hats velozes, conduzindo a sensação de agitação na música. Como se não fosse suficiente, no último terço da faixa acontece um beat shift (tipo, uma virada TOTAL da batida) com um verso simplesmente destruidor de K-Dot. Fire!

#Redemption – Kendrick Lamar feat. Zacari
Cabe aqui uma menção honrosa à faixa 11 – Redemption. Com um beat que lembra a música “Passionfruit” do Drake e vocais suaves como seda, é uma daquelas faixas pra se colocar na playlist de verão. Resgatando sons jamaicanos, os timbres devem ter alguma relação com o filme. A levada dançante África + timbres relaxantes e essa voz delicada de Kendrick, ainda vai chamar muito a atenção.

#Pray For Me – The Weekend feat. Kendrick Lamar
O álbum se encerra com “Pray For Me“, música do rapper The Weeknd ao lado do Kendrick Lamar. Difícil dar errado algo quando esses dois se juntam, mas, repare, não só não deu errado como deu muito certo. A letra de Kendrick fala sobre uma série de dificuldades, como a luta contra o “eu”, contra o governo, contra a marginalização do povo negro; enquanto The Weeknd canta sua falta de esperança, ele diz: “Quem vai lutar por mim?” Se eu fosse apostar, diria que vai tocar no momento de redenção do Pantera Negra, vamos descobrir dia 15.

Apesar de ser muito difícil apontar um elo fraco, na minha humilde opinião, eu diria que ele fica na faixa 12 – “Seasons“. Não é ruim, porém, perto do conjunto da obra é só mais uma música. Parece que ela não foi concebida junto às outras, o que não chega a ser um erro, mas soa estranho. Alguns podem gostar – eu mesmo achei interessante. Só que não para o álbum.

Foto: reprodução instagram

Ah, e antes que eu me esqueça, cadê o Run The Jewels Kendrick? Os caras participaram da campanha do Black Panther desde o começo, inclusive tiveram a música escolhida pra tocar no teaser do filme e nada de participação no álbum. Essa sim foi minha maior decepção.

Como o editor me pediu por uma nota, diria: 9/10.

Escute o álbum na sua plataforma favorita: Spotify // Deezer.

——-

Agora quero saber sua opinião também. Concorda com nós? O que você achou? Ouça o álbum e nos diga, ali nos comentários.

Categories
Matérias

O Bloco do 150BPM vai levar a atabacada às ruas do Rio

O carnaval carioca é quase uma obra prima imaterial da humanidade. Com o passar do tempo, a tradição das marchinhas começaram a se misturar com hits do verão, e, desde então, se é pra festejar, bora ouvir música boa. Neste ano, o Rio de Janeiro terá uma novidade mais agitada, digamos assim: o Bloco do 150BPM. O Portal KondZilla vai te explicar isso melhor, saca só.

Idealizado pela gravadora que levantou a bandeira da principal novidade do funk carioca, o “Bloco 150BPM” desfilará na sexta-feira (9), sábado (10) e domingo (11) pelas ruas do bairro Guaratiba, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Cobramos por mais informações desse trajeto rumo a São Paulo, mas esse ano a carreta não vai aguentar percorrer a Dutra, então, o bloco ficará apenas na Cidade Maravilhosa. Segundo Polyvox, os interessados devem comparecer ao bloco com muita disposição.

“Essa ideia de criar o bloco foi da galera que levanta a bandeira do 150BPM: eu, a Iasmin Turbininha, o Rennan da Penha, essa galera toda aí. Alugamos um carro elétrico e vamos rodar aí pelo Carnaval da Brisa, lá na Praia da Brisa, em Guaratiba“, adianta o produtor, em entrevista pelo telefone. “É bom a galera ir preparada que vai tocar muito 150BPM”, diz Polyvox, produtor responsável pela criação do beat acelerado.

https://soundcloud.com/polyvox-dj/150-bpm-na-velocidade-da-luz-polycast-dj-polyvox-150-records

Pra quem tá chegando agora, vamos recapitular: 150BPM é uma novidade carioca, que acelerou o BPM tradicional do funk (130) nas suas produções. Essa novidade gerou algumas polêmicas, de cara uma galera da antiga não curtiu muito a novidade, mas não teve como segurar o movimento que foi abraçado nos bailes cariocas e deu uma cara nova ao funk do Rio.

Polyvox disse também ao Portal KondZilla que vai rolar muito funk, tipo, muito funk e novidade em 150BPM. Mas, como não é só de pão que vive o homem, vai rolar umas coisas diferentes também. Então, se você curte carnaval e também curte uma atabacada, já tem data e local para tirar uma onda nesse carnaval.

#INFOS
Local: Praia da Brisa, Guaratiba, Rio de Janeiro
Hora: a partir das 14h
Data: 09, 10 e 11 de fevereiro

Separamos cinco dicas de fantasias pro Carnaval 2018

Já sabe o que vestir no carnaval? Essa época tão querida pelo povo brasileiro é marcada por inúmeras características, sendo uma delas as fantasias! Como todo mundo sabe, o brasileiro é um povo muito criativo e sempre se destaca pelas ideias que levam pros blocos de rua, mas também tem aquela galera que estuda e trabalha, não teve tempo de pensar e chegou o dia da folia e você ta lá, sem nenhuma grande ideia. Agradeça ao Portal KondZilla que vamos te dar umas dicas, se liga:


#Tribo das Danadas – MC Zaac e Jerry Smith

Abrindo com uma overdose de fantasias, a dupla que fez o país dançar “taca, taca, taca” ilustra bem o espírito do carnaval em “Tribo das Danadas”. O videoclipe é uma diversidade de temas, te ajudando a ter muita ideia pra estourar nos bloquinhos de rua ou em qualquer festa de carnaval, o importante é chamar a atenção. Você pode ir de: índio, pirata, gangster, lutador, jogador de futebol americano, chapeuzinho vermelho e até palhaço do mal! São tantas ideias que até eu me inspirei em me vestir de gangster. #Ficadica


#Nego do Borel – Não Me Deixe Sozinho

Mesmo que seja século XXI com a globalização comendo solta e a era digital influenciando todo o mundo com tendências descartáveis, alguns países ainda mantêm sua cultura regional. Estamos falando da tradicional fantasia de mexicano: sombrero, poncho e um bigodão. Aproveita pra arranhar o portunhol (que todo brasileiro já nasce sabendo).


#Vem Movimentando – Louco de Refri

Se você procura uma fantasia mais engraçada, pega a referência do clipe e vá de sapo, quem sabe cê não arranja uma princesa?! Vai que né, carnaval é isso! Além do mais, você pode ir de Rei do Rock, o cantor americano Elvis Presley. Ou até de melindrosa, um movimento feminino dos anos 20, mas aí é melhor você correr pro brechó mais próximo.


#Arlequina – MC Bella

“Bondade tem limite”, fala MC Bella. Esse videoclipe é ótimo pra mostrar que nem toda garota deseja ser uma princesinha. Principalmente no Carnaval, então, que tal ser uma Arlequina?!


#Baile dos Monstros – MC Neurose

Se no Brasil tem carnaval fora de época, porque não fazer um halloween fora de época? Fantasia de morto, zumbi, esqueleto, frankstein, coveiro, enfim, tem muito tema pra se vestir. Mesmo sendo o verão brasileiro, dá pra curtir a folia com um estilo mais darkness.


#Backstreet Boys – Everybody – Bônus

Hit dos anos 90, a música marcou o movimento das boybands, e, ao mesmo tempo, mostrou todo o gingado da banda que fez muito barulho. Vale se inspirar na galera das antigas pra sacar uma fantasia pra lá de boa nesse Carnaval.

 

Categories
Histórias que inspiram Matérias

MC Loma e as Gêmeas Lacração realizam seus sonhos

“Envolvimento diferente, que eu ensino a vocês” disse MC Loma sob efeito de autotune no bagageiro de uma bicicleta em 20 de janeiro. Quinze dias depois e mais de 11 milhões de exibições, a cantora MC Loma, de apenas 15 anos e natural de Jaboatão de Guararapes, Pernambuco, esta em São Paulo para regravar o vídeo que apresentou a cantora para o Brasil todo, dessa vez com a KondZilla. Junto das irmãs “Gêmeas Lacração” o Portal KondZilla falou com o trio que cativou o país com o seu jeito único de ser, provando a máxima: “seja do jeito que você é, não precisa ter vergonha”. Confira:

“A ficha ainda não caiu” adianta o trio antes da entrevista, “pra gente foi uma coisa inexplicável”. Imagine você, com seus 15 anos, junto dos amigos, gravar um vídeo de brincadeira, subir no YouTube e, em duas semanas, bater a marca de onze milhões de visualizações, viajar pra São Paulo, assinar contrato com gravadora, conhecer seu maior ídolo e ainda de quebra, arrematar com um videoclipe da KondZilla! Tudo isso junto dos seus melhores amigos (parece até promoção de marca de cerveja).

Esse é o atual momento de Paloma Roberta, a MC Loma, e as irmãs Mirella e Mariely Santos da Silva, 18, amigas do bairro dos Prazeres, mas a intensidade é tão grande que já falam que são primas de consideração.

A energia do trio é incrível! Entre risos, brincadeiras, piadas e muita diversão, elas vivem o sonho de qualquer jovem. As garotas estão aproveitando os melhores momentos da vida. Na semana passada, 04 de fevereiro, encontraram com Anitta no show da Olinda Beer. A cantora é a maior admiração das garotas, que conseguiram falar com ela no whatsapp e também subiram ao palco pra fazer uma dança juntos!

Tudo começou por um stories no Instagram da Anitta: “ela postou um vídeo no stories dela, ouvindo a minha musica [envolvimento]. Ai depois de um tempo, o empresário dela veio falar comigo ‘ó, a Anitta vai falar contigo no whats app. Fala com ela!’, e eu fiquei MEU DEUS, é mentira!”, explica Loma aos risos. “Foi uma coisa inexplicável!”.

No zap, a conversa se estendeu para um convite para assistir o show. Essa foi a primeira vez que Loma e as Gemas assistiram ao show da cantora. No encontro, o papo rendeu muitas risadas e selfies. “Foi surreal, eu fiquei em choque quando eu vi ela”, conta Loma. “E apesar de tudo, ela é muito humilde, muito carinhosa, é muito atenciosa. Super legal”. Se um sonho foi realizado, Paloma ja tem outro em vista “meu outro agora sonho é gravar uma música com a Anitta”.

O sorriso no rosto das três era inexplicável. Tudo para elas era motivo de piada. E a zoação realmente não tem limites, se uma fala e a outra ri, pronto, vira bordão como o ‘Escama é só de peixe’ que cantam na música Envolvimento. “É uma gíria de Recife, que tipo: esses ‘meninos é maloqueiro'[sic]. Ai eles ficam falando que é ‘escamoso’, ai eu vou e falo ‘escama é só de peixe'”.

Assim como o tradicional UAAAAAAAI. ” O uai é uma forma de zuar, tipo assim, alguém caiu e você fala ‘uaaaaai’, adianta Mariella. Essa bordão também tem uma história: “a gente tava com nosso amigos lá na frente de casa, ai uma moto ia bater na gente, mas ai parou e a pilota pediu desculpa. Só que a Paloma falou UAI. Ai a menina ia pedir desculpa de novo e a Paloma ficou sem reação falando uai”, contam aos risos. “A menina ficou estressada, ai isso pegou. Sempre que alguém quer falar alguma coisa, a gente fica ‘uaaaaaaai’ pra pessoa não falar”. E se você ainda se pergunta o que é “Cebruthius”, é bluetooth (acredite se quiser).

De contrato assinado com Start Music, casa dos MCs Jerry Smith, Zaac, MC 2k, MC WM, as recém-chegadas já se sentem em casa “A gente já entrou e já sentiu uma energia positiva. Agora eles vão ter que aturar a gente, porque a gente chegou pra ficar” explicam as meninas. Só a saudade da família e os amigos que apertam o coração “estamos com saudades, porque desde que bombou o vídeo, a gente não vê eles, não conversa”.

Se o sucesso tem uma fórmula, a gente ainda não sabe, mas para as meninas a fórmula foi a seguinte: seja do jeito que você é, não precisa ter vergonha. Tem que ser você mesmo, tem que ser engraçado, tem que arriscar. Faz o que você tem vontade e arrisca. Se não der certo, não deu, se der certo, melhor pra você” e finalizam juntas ” nunca desistam dos sonhos deles, peça a Deus, porque Deus sempre vai ajudar”.

E finalizando a conversa, as amigas agradecem a todos que ajudaram eles, os amigos, o André (o rapaz do Uber), o irmão Paulo César (que só tem ideia maluca), “foi uma ajuda de todo mundo. Todo mundo deu dica, todo mundo ajudou, todo mundo ficou perto dando forças pra acontecer o que aconteceu”. E aconteceu mesmo!

Aproveite para se inscrever no Canal KondZilla que amanhã tem videoclipe novo!

Siga as meninas no Instagram: MC Loma // Mariely // Mirella .